• Carregando...
Apesar do desejo de uma ala do partido, a ministra Anielle Franco estaria mais interessada em disputar uma vaga para o Senado, em 2026
Apesar do desejo de uma ala do partido, a ministra Anielle Franco estaria mais interessada em disputar uma vaga para o Senado, em 2026| Foto: Reprodução/YouTube TV Brasil Gov.

A filiação da ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, ao Partido dos Trabalhadores (PT) já tem data marcada. Segundo o jornal O Globo, o evento deverá ocorrer no dia 23 de fevereiro. Anielle já havia sinalizado sua filiação ao partido de Lula no início do ano.

A ida da ministra para a legenda tem acirrado a disputa interna no PT do Rio de Janeiro, já que Anielle tem sido cotada para concorrer como vice na chapa do prefeito da capital, Eduardo Paes (PSD), que tenta ser reeleito este ano, porém, a ministra estaria mais interessada em disputar uma vaga para o Senado, em 2026.

Acontece que já existem nomes mais antigos do PT do RJ trabalhando para a disputa ao Senado e ainda não existe acordo com o partido de Paes sobre uma indicação do PT para o nome do vice.

Para conseguir apoio do partido à candidatura ao Senado, Anielle precisa desbancar o presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Marcelo Freixo; o atual prefeito de Maricá (RJ), Fabiano Horta; o deputado federal Lindbergh Farias; e o secretário nacional do Ministério das Relações Institucionais, André Ceciliano.

Dos quatro, Freixo é o que tem menos tempo de casa e, de certa forma, enfrenta o mesmo desafio de Anielle.

Em 2026, Fabiano Horta deverá receber o apoio do vice-presidente nacional do PT, o deputado federal Washington Quaquá, para concorrer ao Senado pela sigla. Este ano, Quaquá tenta voltar à Prefeitura da cidade. Quaquá foi sucedido pelo colega de partido, Fabiano Horta, na prefeitura de Maricá, em 2017.

Muito combativo na defesa das pautas do PT e destaque do partido na Câmara, o deputado federal Lindbergh Farias também disputa a candidatura ao Senado.

Já André Ceciliano é visto como uma boa opção do partido tanto para concorrer ao Senado quanto para ocupar a vice candidatura na chapa de Paes este ano.

0COMENTÁRIO(S)
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]