• Carregando...
O ex-presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PL), recebeu o título de cidadão honorário do Estado do Paraná das mãos do governador do Estado, Ratinho Jr. (PSD) e do deputado estadual, que presidiu a Sessão, Marcel Micheletto (PL-PR).
O ex-presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PL), recebeu o título de cidadão honorário do Estado do Paraná das mãos do governador do Estado, Ratinho Jr. (PSD) e do deputado estadual, que presidiu a Sessão, Marcel Micheletto (PL-PR).| Foto: Valdir Amaral/Alep

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) recebeu, nesta sexta-feira (15), em Curitiba, o título de cidadão honorário do Estado Paraná. O evento na Assembleia Legislativa contou com a presença do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) e foi presidida pelo deputado estadual Marcel Micheletto (PL-PR), um dos proponentes da honraria.

Receba as principais notícias do Paraná pelo WhatsApp

Jair Bolsonaro discursou afirmando que agora é "da casa", um cidadão paranaense. Ele relembrou que o pai chegou a trabalhar no Paraná, e que com a concessão da honraria se considera um jovem paranaense. Bolsonaro também agradeceu aos deputados e ao governador Ratinho Jr, pela honraria.

O ex-presidente relembrou, ainda, o caminho que o levou a presidência. "Ninguém chega a lugar nenhum sem ser grato e eu tenho gratidão a todos que me ajudaram até aqui. Agora, vocês não sabem como funciona o sistema em Brasília, o que é o Supremo Tribunal Federal. Mas voltamos a ter orgulho de falar de família, pátria e Deus. Além de entender que a liberdade deve ser cuidada, porque os canalhas querem nos roubá-la", frisou.

Bolsonaro também aproveitou a oportunidade para alfinetar o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a indicação do ministro da Justiça, Flávio Dino, ao Supremo Tribunal Federal. "Agora você vê ele aí feliz porque colocou um comunista no STF. Um discurso igual ao de Fidel Castro. Essas pessoas, lamentavelmente, decidem o futuro do país. Um governo que não tem nada a oferecer para nós, é só olhar o que eles fizeram no passado. Não dá para comparar", afirmou.

Ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ergue o diploma de Cidadão Honorário do Paraná.
Ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ergue o diploma de Cidadão Honorário do Paraná.| Reprodução / TV Assembleia / Assembleia Legislativa do Paraná

Governador Ratinho enaltece homenagem

O governador afirmou que o ex-presidente recebeu a maior honraria possível do Estado. Segundo ele, foi um orgulho sancionar a lei para a concessão da cidadania honorária a Bolsonaro. Ratinho Jr. frisou que as características do povo paranaense envolvem gratidão e trabalho, e disse reconhecer essas aptidões no ex-presidente.

"Ele foi quem mais visitou o Paraná nos últimos 30 anos. Foi que mais trouxe investimento na história do nosso Estado. Obras marcantes como a segunda ponte na integração Brasil-Paraguai, ou mesmo a estrada Boiadeira, um verdadeiro corredor logístico. Impulsionou o turismo de Foz do Iguaçu, duplicou a BR-277 em Cascavel, e tantas outras obras", disse.

Para o governador, Bolsonaro foi peça-chave no processo de definição dos novos contratos de pedágio no Paraná. "Havia alguns itens que eu não aprovava na modelagem do pedágio, que eu entendia que não seriam bons para o povo do Paraná. Pedi uma audiência ao senhor, fui até o seu gabinete. E o senhor, em um breve dizer, disse que o 'pedágio do Paraná vai ser do jeito que o povo do Paraná quer'. Esse olhar carinhoso ao povo paranaense me honra em assinar a sanção que torna Bolsonaro cidadão daqui", completou.

Parlamentares defendem prêmio ao ex-presidente

O proponente da honraria, deputado estadual Ricardo Arruda (PL-PR), destacou que defende Bolsonaro há anos de “falácias e absurdos”. Lembrou que mesmo com a pandemia da Covid-19, guerra entre Rússia e Ucrânia, além de uma crise hídrica, o ex-presidente conseguiu mostrar resultados de destaque no âmbito econômico e social.

“Bolsonaro tem povo. O atual presidente tem urna, mas não tem a população ao lado. o ex-presidente é nosso orgulho, é um patriota e agora cidadão honorário do Paraná. O que ele fez em quatro anos ninguém fará. Temos um Brasil antes e depois do Bolsonaro”.

Marcel Micheletto (PL), que presidiu a sessão solene por conta da ausência do presidente da Alep, Ademar Traiano (PSD), classificou a votação que deu a honraria ao ex-presidente Bolsonaro como "de importância ímpar". “É um patriota que honra nossa bandeira, um cristão que respeita a fé do nosso povo e é amigo da agropecuária paranaense. O apoio do Bolsonaro, enquanto presidente, auxiliou a nossa população com geração de emprego e novos mercados para nossos produtos”, afirmou.

De acordo com o deputado Delegado Jacovós (PL-PR), Bolsonaro fez em um mandato o que o governo do Partido dos Trabalhadores não conseguiu em três passagens pelo Planalto. “Bolsonaro concluiu centenas de obras paradas, entregou o governo com superávit de mais de R$ 50 bilhões. Bolsonaro defendeu os trabalhadores e fez o Brasil crescer nas indústrias e comércios”, destacou.

O deputado Gilberto Ribeiro (PL-PR), que também assinou a menção honrosa ao ex-presidente, ressaltou que os números de Bolsonaro no governo são incomparáveis e reforçou que o Paraná sente falta do antigo comandante da nação. “O povo daqui se orgulha dos anos presididos por Bolsonaro e deseja que Michelle Bolsonaro siga seus passos e se torne presidente do Brasil no futuro”.

0COMENTÁRIO(S)
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]