• Carregando...
Lula
O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT)| Foto: Ricardo Stuckert/Secom

Nesta quarta-feira (27), o governo Lula confirmou o valor de R$ 1.412 para o novo salário mínimo em 2024. Em comparação ao valor atual (R$ 1.320), o novo salário representa um aumento de R$ 6,97%. O novo valor passará a valer a partir do dia 1º de janeiro e será pago a trabalhadores, aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílio-doença ou de prestação continuada.

O aumento cumpre o que foi determinado pela Lei 14.663/23, que diz que o salário deve ser reajustado com base na inflação do ano anterior, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), e o crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos anteriores.

O novo valor inclui a inflação em 12 meses (até novembro) de 3,85% e mais 3% (ganho real) equivalente à expansão do PIB em 2022.

O reajuste foi antecipado na semana passada pelo ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho.

No mês passado, o presidente Lula disse que “com mais dinheiro em circulação, as vendas do comércio aumentam, a indústria produz mais. A roda da economia volta a girar e novos empregos são criados".

O valor do novo salário mínimo foi incluído no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e aprovado pelo Congresso no dia 19 de dezembro. 

Em setembro, a ministra do Planejamento, Simone Tebet, admitiu que o governo estava buscando recursos para conseguir bancar o reajuste do salário mínimo, que até aquele momento seria de cerca de 7,7%. O governo havia prometido aumentar o salário para R$ 1.421.

0COMENTÁRIO(S)
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]