Cartão do Bolsa Família: programa prevê extra de R$ 50 a gestantes e dependentes de 7 a 18 a partir de junho.
Cartão do Bolsa Família: programa prevê extra de R$ 50 a gestantes e dependentes de 7 a 18 a partir de junho.| Foto: Divulgação/MDS

O novo pacote do programa Bolsa Família começa a ser pago a partir desta segunda-feira (19). Composto por um conjunto de 5 benefícios (Renda de Cidadania, Complementar, Primeira Infância, Variável Familiar e Extraordinário de Transição, este em caráter temporário), o pagamento pode ser requerido por famílias com renda de até R$ 218 por pessoa, com recebimento mínimo de R$ 600 por beneficiário.

O decreto que regulamenta o programa (11.566) foi assinado nesta sexta-feira (16) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Desde março, famílias com crianças até seis anos recebem R$ 150 adicionais para cada uma, conforme as regras do benefício Primeira Infância. E a partir deste mês, é previsto um adicional de R$ 50 para gestantes e famílias com crianças e adolescentes de 7 a 18 anos.

Mas, apesar desses acréscimos, o programa sofreu cortes recentemente. Em abril, o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) suspendeu o benefício de 1,2 milhão de pessoas que informaram morar sozinhas – os cadastros “unipessoais”. O argumento era de retirar os “cadastros irregulares”. A retirada pouparia R$ 7 bilhões ao governo.

Otíquete médio recebido por família atingirá em junho R$ 705,40, segundo o MDS. Ainda conforme o ministério, o Bolsa Família atinge atualmente 21,2 milhões de famílias, alcançando um orçamento de R$ 14,97 bilhões em junho.