• Carregando...
O grande elenco reunido pelo diretor Otto Preminger no filme de 1959
O grande elenco reunido pelo diretor Otto Preminger no filme de 1959| Foto: Reprodução internet

Anatomia de uma Queda, longa-metragem dirigido pela francesa Justine Triet, 45 anos, vem sendo celebrado por crítica e público e ganhou uma série de prêmios, como a Palma de Ouro em Cannes e dois troféus Globo de Ouro (Melhor Roteiro e Melhor Filme Estrangeiro). Também recebeu cinco indicações ao Oscar (Melhor Filme, Direção, Atriz, Roteiro Original e Montagem).

O filme é um drama de tribunal sobre uma escritora, Sandra Voyter (a ótima atriz alemã Sandra Hüller) que é acusada de matar o marido, o músico Samuel (Samuel Theis). O filme começa num chalé isolado numa região montanhosa do sudeste da França. É inverno e a neve cobre todo o lugar. Sandra está dando uma entrevista para uma estudante, quando a conversa é interrompida pelo volume ensurdecedor de música tocada, no andar de cima, por Samuel.

Sandra e a estudante são forçadas a interromper e reagendar a entrevista. Sandra diz que vai tirar um cochilo. Momentos depois, Daniel, filho de Sandra e Samuel, volta de um passeio pela neve, acompanhado por seu cão-guia, Snoop (Daniel tem problemas de visão), quando encontra o corpo do pai caído na neve.

As primeiras impressões são de que Samuel teria caído de uma janela no terceiro andar da casa e batido a cabeça. Mas investigações revelam alguns elementos que põem em xeque essa teoria, e Sandra acaba acusada de ter empurrado o marido da janela. O que começa como um trágico caso de aparente acidente doméstico ganha ares de grande drama criminal.

Um outro tipo de tribunal

O filme de Triet se desenrola lentamente, mais interessado na exploração dos personagens e na reação da sociedade ao caso do que nas engrenagens judiciais e policialescas. Caso você prefira um filme de tribunal mais “hollywoodiano”, cheio de reviravoltas, testemunhas de última hora e revelações bombásticas, não deixe de ver o clássico cujo título certamente inspirou a produção francesa: Anatomia de um Crime (1959), de Otto Preminger, considerado por muitos um dos maiores filmes de tribunal de todos os tempos.

James Stewart faz Paul Biegler, um advogado veterano que mora numa pequena cidade e passa os dias pescando e tocando piano, até que um caso ribombante sacode a placidez do lugar: ele é chamado por uma mulher linda e sensual, Laura Manion (interpretada pela incrível Lee Remick) para defender o marido, um tenente do Exército chamado Frederick Manion (Ben Gazarra) que foi preso e acusado de matar um homem que supostamente teria estuprado Laura. O filme é uma delícia, especialmente nas discussões espirituosas e ácidas entre Biegler e o advogado da acusação, Charles Dancer (o genial George C. Scott).

Cheio de humor e inventividade, com revelações surpreendentes e sacadas geniais de roteiro, Anatomia de um Crime marcou época e é um dos grandes filmes da carreira de Otto Preminger, um austríaco que foi para os Estados Unidos em meados da década de 1930 e marcou o cinema hollywoodiano com filmaços como Laura (1944),Carmen Jones (1954) e O Homem do Braço de Ouro (1955), entre muitos outros.

Histórias sobre julgamentos sempre interessaram a Otto Preminger, cujo pai, Markus, foi um renomado advogado no início do século 20 na Áustria. O patriarca sofreu uma injustiça que marcaria a vida da família e inspiraria o cinema engajado e preocupado com questões sociais que sempre foi a marca de Otto: em Viena, Markus foi convidado a assumir um importante papel no governo, equivalente ao de Procurador-Geral, mas para isso teria de abandonar o judaísmo e se converter ao catolicismo. Markus se recusou e perdeu o cargo.

Em Anatomia de um Crime, Preminger faz uma singela homenagem à classe dos advogados, ao escalar para o papel de juiz um homem que admirava, o advogado Joseph N. Welch, famoso por confrontar em tribunais, nos anos 1950, o temido senador Joseph McCarthy, líder de uma onda de perseguições a supostos comunistas nos Estados Unidos. Durante um de seus muitos confrontos verbais com McCarthy, Welch disse uma frase que se tornaria famosa nos Estados Unidos: “Afinal de contas, você não tem nenhum senso de decência?”

Anatomia de um Crime está disponível nos streamings Looke e Netmovies, e para locação via AppleTV e Amazon.

0COMENTÁRIO(S)
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]